Os maiores vilões da obesidade infantil

“Que gracinha, essas pernas cheias de dobras”, “Olha como essa barriguinha fica no vestido”, é extremamente comum ouvirmos diariamente comentários desse tipo sobre bebês e crianças que apresentam um excesso de massa corporal. Entretanto, o que muitas pessoas não sabem, é que isso pode apontar um dos maiores problemas enfrentados na infância, a obesidade. Mas por qual motivo uma criança torna-se obesa? Hoje iremos mostrar para você os maiores vilões deste problema tão sério. Confira:
SEDENTARISMO
Mesmo sendo uma criança, é imprescindível incentivá-la a realizar a algum exercício. Desde brincadeiras, até mesmo esportes – propriamente desenvolvidos para a idade, como natação -, realizar essas atividades é de extrema importância. Uma criança sedentária aumenta consideravelmente as chances do desenvolvimento deste problema.
ALIMENTAÇÃO INADEQUADA
É importante que os pais controlem a alimentação da criança mesmo após a amamentação. Dietas ricas em fast foods, industrializados, compostos de sódio e   conservantes devem ser retirados, de preferência, nem mesmo apresentados aos pequenos. Eles são extremamente responsáveis pelo excesso de peso.
HISTÓRICO FAMILIAR
É isso mesmo, mamãe! A genética também poderá afetar a saúde dos seus pequenos, e não só por parte da mãe ou durante a gravidez – porém, nunca deixe de se cuidar. Por isso, é extremamente importante manter uma alimentação adequada e praticar atividades físicas.
Além destes, outro fator que pode influenciar este quadro são os PROBLEMAS PSICOLÓGICOS, por isso, é muito importante estar atento ao comportamento das crianças. Ao perceber que ela está agindo de forma diferente, não existe em procurar um especialista.
QUANDO É OBESIDADE INFANTIL?
Diferente do que muitos pensam, os índices de massa corporal não se aplicam quando estamos falando de crianças. Para saber se a criança está sofrendo com este problema é preciso realizar exames – colesterol, triglicérides, sangue etc –   e consultar os profissionais especializados.
ESPECIALISTAS INDICADOS PARA TRATAR ESTE PROBLEMA:

  • Pediatra
  • Endocrinologista
  • Nutrólogo

Cuide da saúde do nosso futuro! Previna, trate, elimine a obesidade infantil.

O que faz um Médico Nutrólogo?

A medicina é uma ciência extremamente vasta no que se diz respeito a gama de suas especializações e atribuições em cada área. Após a formação inicial, um médico deve buscar uma área em específico para que possa ter a propriedade necessária ao tratar de um paciente com determinada condição. Entre as que mais crescem em número de profissionais está a nutrologia, isso pelo interesse e importância da população em buscar um estilo de vida mais saudável e com longevidade. E você, sabe exatamente o que faz um médico nutrólogo?
A nutrologia estuda os nutrientes, vitaminas e alimentos baseada na forma como eles podem tratar, prevenir e também nutrir o corpo humano. Diversas doenças e condições que afetam a saúde estão ligadas de forma direta e também indireta a deficiência de nutrientes e alimentação. Entre elas a obesidade, síndrome dos ovários policísticos, diabetes nos seus mais diferentes tipos, disfunções da glândula tireoide, entre tantas outras. O nutrólogo deve saber como a alimentação e prescrição de vitaminas e medicamentos podem ajudar o paciente em seu processo de cura.
Mas hoje, a nutrologia está indo muito além e cada vez mais busca eliminar a doença em sua raiz, através claro da prevenção. Se a expectativa de vida do ser humano cresce e com ela a qualidade de vida também, as pessoas buscam seus médicos cada vez mais para a “manutenção preventiva da saúde”. Isto é, da mesma forma que nossos bens como os carros precisam disso, nosso corpo também precisa. Saúde não é a ausência de doença, mas sim um estilo de vida saudável em sua forma mais plena, corpo e mente.

A importância do retorno

As consultas médicas são a melhor forma de identificar problemas e doenças, a fim de, tratá-las com eficácia e rapidez. Porém, o erro de muitos é acreditar que após ter o que tanto incomoda solucionado, não é necessário retornar ao médico. Os são essenciais para identificar possíveis disfunções, de forma que, é possível preveni-las antes de seu surgimento. Afinal, prevenir é melhor do que tratar, não é mesmo?!
A Doutora Valéria Goulart se adapta as particularidades de cada paciente, de forma que se torna possível proporcionar atendimentos e tratamentos personalizados para cada um deles.