Mousse de tomate funcional

Uma opção saudável para quem busca mais variedade nas refeições é esta receita de mousse de tomate, prepara com ingredientes funcionais e com adição de suplementos que irão fornecer diversas propriedades benéficas para saúde, como a glutamina e as enzimas digestivas, que facilitam o processo de digestão, evitando desconfortos. Pode ser servido como uma entrada ou lanche saudável.
Como fazer mousse de tomate funcional
INGREDIENTES

5 tomates (250g) orgânicos ou italianos;
1 colher (sopa) (150ml) de MCT;
2 ramos (10g) de manjericão;
3 colheres (sopa) (250g) de cream cheese;
1 pacote (25g) de gelatina sem sabor em pó;
1 medida (5g) de GLUTAMAX;
1 sachê (5g) de  ENZYLACTO ;
Sal e pimenta a gosto.

MODO DE PREPARO

1 Asse o tomate com MCT e manjericão no forno, por 1 hora;
2 Bata no liquidificador os tomates frios, o cream cheese, o GLUTAMAX, O ENZYLACTO e, por último, a gelatina (diluída de acordo com as especificações do fabricante);
3 Dê preferência para forma retangular, no formato de bolo inglês;
4 Coloque a mistura para gelar por 1 hora;
5 Desenforme sobre uma bandeja e finalize com folhinhas de manjericão;


fonte: https://www.natue.com.br/natuelife/receita-de-mousse-de-tomate-funcional.html

Bebidas industrializadas danificam o esmalte dos dentes

1) O que quer dizer um alimento termogênico?  
alimentos antioxidantes que aumentam a velocidade das reações químicas (metabolismo basal) e a temperatura corporal, isto é, aumentam a velocidade com que o organismo queima as calorias.
2) Quais são os outros alimentos termogênicos que existem?
São considerados alimentos termogênicos: maçã, pimenta vermelha, mostarda, vinagre de maçã, acelga, aspargos, couve, brócolis, laranja, kiwi, limão, cafeína, guaraná, chá verde, gorduras vegetais, gorduras de coco, produtos derivados de chocolate, Omega 3 e 6, CLA (Ácido Linolêico conjugado) e até água gelada. Beber oito copos de água gelada por dia queima cerca de 200 calorias. Isto porque o organismo gasta energia para elevar a temperatura da água de 5ºC para 37ºc, que é a temperatura corporal interna.
3) É verdade que o gengibre estimula o metabolismo e, por consequência, auxilia na queima de gorduras e emagrecimento?
Pesquisas realizadas na China e na Grã Bretanha, indicam que o gengibre também é capaz de acelerar o metabolismo em até 20%, aumentando a queima de calorias.
4) Como tem magnésio e fósforo, estimula a fixação de cálcio aos ossos?
Sim. Cada 100 g de gengibre possui 157 mg de magnésio, que é considerado o mineral do músculo, sendo relaxante muscular e estimulante na formação de novas células;
O magnésio é indispensável na fixação de cálcio nos ossos, podendo causar ou agravar quadros de osteopenia e osteoporose no adulto e dificultar a calcificação correta dos ossos na infância e adolescência. 144 mg de fósforo, que fornece energia para as funções intelectuais e nervosas;
O fósforo participa, obrigatoriamente, da formação dos sais de cálcio, motivo pelo qual pode ser encontrado nos ossos e dentes numa proporção de 70 a 80%.
Possui ainda:
1.126 mg de potássio, importante para reposição de tecido muscular;
106 mg de cálcio, responsável pela construção e conservação da estrutura óssea;
5,2 mg de niacina (vitamina B3) eficaz na redução do colesterol.
5) Existem contra-indicações para o gengibre?
Evitar quando a pessoa possui hipersensibilidade ao gengibre ou seus componentes. Não utilizar nos períodos de gravidez, lactação, crianças menores de 6 anos. Evitar em pacientes com cálculos biliares (pedras na vesícula).
6) alguma coisa com respeito ao gengibre, talvez uma indicação especial, ou algo mais?
Por mais de 5000 anos o gengibre tem sido celebrado tanto por seus valores medicinais bem como tempero na culinária. Os gregos costumavam comer gengibre dentro de um pedaço de pão após as refeições para auxiliar na digestão. O gengibre sempre foi muito aclamado por seus efeitos positivos no sistema digestivo. Ele contém um antiinflamatório natural que pode ser utilizado para aliviar a dor.
O gengibre é obtido a partir de uma planta herbácea originária da Índia. À parte da planta utilizada no mundo das especiarias é o caule subterrâneo (o chamado rizoma).
Trata-se de um caule carnudo com pequenas ramificações arredondadas, que muitos consideram semelhante à forma de uma mão masculina de dedos grossos e outro aproximado à forma de um pequeno homenzinho.
O Gengibre e seus constituintes exibem uma ampla faixa de atividades farmacológicas: antiemético, cardiotônico, hepatoprotetor, antitrombótico, antibacteriano, antioxidante, analgésico e antiinflamatório, bem como antitussígeno, diurético e estimulante. Preparações de gengibre abaixam os níveis de colesterol, aumentam os níveis de açúcar no sangue, causam um aumento na secreção de saliva e suco gástrico, promovem secreção biliar e aumentam o tônus intestinal e o peristaltismo.
Além disso, o gengibre pode ser um aliado contra gripes, pois tem efeito aquecedor e estimulante sobre a circulação, ajudando o corpo a se livrar de mucos e catarros. É estimulante gastrintestinal, combate os gases intestinais (carminativo), rouquidão. Externamente é revulsivo, utilizado em traumatismos e reumatismos.
Quanto consumir: 1 colher (café) por dia. Em excesso pode irritar a mucosa do estômago.
Como: use a raiz pura, ralada, como tempero (em molhos e assados, por exemplo).
Calorias: 15 em 1 colher (sopa).
Para aqueles que sentem enjôo quando viajam, quer seja de carro ou avião, aqui vai uma dica: mastigue pequenos pedaços de gengibre. A raiz contém um princípio ativo chamado gingerol tão potente como os antiemético convencionais utilizados para combater esse problema.

Você conhece a dieta paleolítica?

É comum encontrarmos todos os dias novas dietas circulando pela internet e seja para eliminar, ou ganhar peso, é importante que você saiba os benefícios de cada uma delas – de preferência consultando um especialista. Entre tantas opções oferecidas, está a Dieta Paleolítica, muito conhecida por retirar totalmente alguns ingredientes e abusar de outros.
Construída a partir da ideia que o excesso de carboidratos é um dos principais vilões no surgimento de doenças como diabetes, excesso de triglicerídeos, taquicardias, entre outros, os especialistas resolveram retroceder a idade da pedra, onde os alimentos eram totalmente naturais e livres de aditivos químicos.  Confira:
COMO FUNCIONA?
Mesmo sendo conhecida como dieta, esse modelo que mais se identifica com um estilo de vida, aproxima-se muito a dieta mediterrânea. Dessa forma, apresentam um estilo de vida mais saudável composto com verduras, legumes, verduras, sementes, gorduras boas e muitas proteínas. Sem exigir um cardápio prévio, sendo necessário apenas seguir o consumo diário orientado pelo profissional que está lhe acompanhando.
Além disso, a paleo é muito útil para prevenir e tratar doenças como o Mal de Alzheimer, Diabetes, Osteoporose, Síndromes, entre outros, pois seus nutrientes quando são consumidos de forma correta foram uma barreira anti-inflamatória, de forma que torna-se extremamente difícil a oxidação das células. Ela também pode ser uma grande aliada daqueles que fazem o jejum intermitente, pois contribui com  a perda de peso e a hipertrofia muscular.
ORIENTAÇÕES:

  • Carne à vontade
  • Vegetais e frutas à vontade
  • Gorduras boas com moderação
  • Nada de grãos e massas
  • Hidratação apenas com água

O recomendado é procurar um profissional capacitado antes de iniciar qualquer alteração radical na alimentação

Os maiores vilões da obesidade infantil

“Que gracinha, essas pernas cheias de dobras”, “Olha como essa barriguinha fica no vestido”, é extremamente comum ouvirmos diariamente comentários desse tipo sobre bebês e crianças que apresentam um excesso de massa corporal. Entretanto, o que muitas pessoas não sabem, é que isso pode apontar um dos maiores problemas enfrentados na infância, a obesidade. Mas por qual motivo uma criança torna-se obesa? Hoje iremos mostrar para você os maiores vilões deste problema tão sério. Confira:
SEDENTARISMO
Mesmo sendo uma criança, é imprescindível incentivá-la a realizar a algum exercício. Desde brincadeiras, até mesmo esportes – propriamente desenvolvidos para a idade, como natação -, realizar essas atividades é de extrema importância. Uma criança sedentária aumenta consideravelmente as chances do desenvolvimento deste problema.
ALIMENTAÇÃO INADEQUADA
É importante que os pais controlem a alimentação da criança mesmo após a amamentação. Dietas ricas em fast foods, industrializados, compostos de sódio e   conservantes devem ser retirados, de preferência, nem mesmo apresentados aos pequenos. Eles são extremamente responsáveis pelo excesso de peso.
HISTÓRICO FAMILIAR
É isso mesmo, mamãe! A genética também poderá afetar a saúde dos seus pequenos, e não só por parte da mãe ou durante a gravidez – porém, nunca deixe de se cuidar. Por isso, é extremamente importante manter uma alimentação adequada e praticar atividades físicas.
Além destes, outro fator que pode influenciar este quadro são os PROBLEMAS PSICOLÓGICOS, por isso, é muito importante estar atento ao comportamento das crianças. Ao perceber que ela está agindo de forma diferente, não existe em procurar um especialista.
QUANDO É OBESIDADE INFANTIL?
Diferente do que muitos pensam, os índices de massa corporal não se aplicam quando estamos falando de crianças. Para saber se a criança está sofrendo com este problema é preciso realizar exames – colesterol, triglicérides, sangue etc –   e consultar os profissionais especializados.
ESPECIALISTAS INDICADOS PARA TRATAR ESTE PROBLEMA:

  • Pediatra
  • Endocrinologista
  • Nutrólogo

Cuide da saúde do nosso futuro! Previna, trate, elimine a obesidade infantil.